ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Temer promove apagão do Luz para Todos

Temer promove apagão do Luz para Todos

Publicado no dia 04 de Setembro de 2017
Image

O atual governo segue desmontando as políticas públicas e programas criados na última década e que levaram os brasileiros a um novo nível em se tratando de bem-estar social. Desta vez, o programa Luz para Todos é a bola da vez que tem sofrido com expressivos cortes orçamentários responsáveis por retardar a chegada do fornecimento de energia elétrica aos brasileiros que ainda não tem acesso a esse serviço público essencial.

No Orçamento deste ano, previa-se que R$ 1,172 bilhão seria injetado em novas ligações de energia elétrica. De acordo com reportagem de O Estado de S. Paulo, no estado de Tocantins, uma lista de 34 municípios foi anunciada em março, com previsão de que seis mil propriedades rurais no estado receberiam energia elétrica. “Os projetos, porém, ficaram quase que paralisados no primeiro semestre em todo o País”, diz trecho da reportagem.

Ainda segundo a reportagem, entre janeiro e maio, somente R$ 75,9 milhões do orçamento bilionário foram investidos no programa em ações de âmbito nacional. Isso equivale a 6,5% do total previsto para ser investido em todo o ano de 2017. O governo alega ter ampliado o desembolso de recursos destinados ao programa entre junho e julho, alavancando os investimentos para R$ 252 milhões. Ainda assim, o valor representa apenas 21% do orçamento anual em sete meses de execução.

Para o senador José Pimentel (PT-CE), é lamentável a atitude do governo em cortar recursos de um importante e necessário programa social voltado à inclusão de milhões de famílias que residem no interior do País. “O governo Temer não tem qualquer compromisso com a população mais pobre e necessitada do País. O desmonte do programa Luz para Todos é mais um exemplo disso. Enquanto perdoa dívidas da elite, Michel Temer condena milhares de famílias à escuridão do século passado, à base da lamparina”, criticou.

Criado em 2003, o programa Luz para Todos levou energia elétrica para milhões de famílias realizando 3,27 milhões de ligações entre 2004 e 2015.

Criado em novembro de 2003 por meio de um decreto do então presidente Lula, o Luz Para Todos já atendeu mais de três milhões de famílias – cerca de 16,1 milhões de pessoas que vivem no meio rural em todo País. No fim de 2014, já na gestão da presidenta Dilma Rousseff, o programa foi prorrogado até dezembro de 2018. Até o mês de agosto deste ano, o Luz para Todos recebeu um total de R$ 23 bilhões em recursos desde sua criação.

“O programa Luz para Todos é resultado de uma decisão política do presidente Lula. O programa foi extremamente importante para aquele que, até então, só tinha a lamparina para poder estudar a noite. Muitas vezes, os colégios rurais não podiam funcionar pela falta de energia elétrica”, disse o senador José Pimentel.

Os benefícios do programa podem são inúmeros e podem ser encontrados nos registros realizados por reportagem do site Brasil da Mudança. No relato de dona Valdirene Pereira de Melo, agricultora do município de Lajes, interior do Rio Grande do Norte, a chegada da energia elétrica proporcionou a possibilidade de aquisição de bens essenciais ao cidadão.

“Aqui sem energia era horrível. Uma escuridão total. No dia em que chegaram as lâmpadas, aqui foi uma festa. Nossa vida melhorou 100% em tudo. Hoje nós temos coisas que não tínhamos antes. Eu tenho uma geladeira, então a comida não estraga. Temos água gelada”, relatou ao Brasil da Mudança.

Fonte:
PT no Senado

VEJA TAMBÉM

21/11/2017

Sem a ajuda do Ministério da Educação (MEC), desde julho de 2016, as instituições de ensino federais e estaduais reduziram em até 99% o número de alunos enviados ao exterior até o ano passado....

21/11/2017

O senador José Pimentel (PT-CE) apresentou, nesta terça-feira (21/11), 25 emendas ao texto da medida provisória que altera pontos da reforma trabalhista (MP 808/17). O objetivo do senador é evitar...