ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Caravana: Pimentel diz que o povo quer retomada da inclusão social

Caravana: Pimentel diz que o povo quer retomada da inclusão social

Em pronunciamento, o senador falou sobre a viagem do ex-presidente Lula ao Nordeste
Publicado no dia 04 de Setembro de 2017
Image
Foto: 
Ichiro Guerra

O senador José Pimentel (PT-CE) afirmou, nesta segunda-feira (4/9), em Brasília, que a recepção carinhosa e emocionada do povo nordestino ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressa o desejo pela retomada de um projeto de governo com inclusão social. Em pronunciamento no plenário do Senado, Pimentel descreveu as cenas emocionantes que presenciou ao participar da caravana Lula pelo Brasil, em 14 municípios do Ceará, além das cidades de Salvador (BA) e Mossoró (RN).

Segundo o senador, homens e mulheres, idosos e crianças saíram de suas casas e ocuparam as ruas para acolher o ex-presidente e discutir a construção de uma agenda da esperança, que seja capaz de devolver ao povo brasileiro os diversos programas de inclusão social criados pelo PT e desmontados pelo atual governo Temer.

“É exatamente isso que leva essas multidões às ruas para receber Lula e dizer: Nós precisamos que esse projeto, que foi abortado com os golpistas em 2016, seja devolvido ao Brasil, aos brasileiros, para que possamos voltar a ter esperança, a ter confiança em um projeto de Nação”, disse Pimentel.

O senador citou alguns dos programas desenvolvidos ao longo dos governos do PT que beneficiaram o povo mais pobre do Brasil e estão sendo desarticulados pelo governo Temer. Segundo Pimentel, enquanto o PT garantiu a construção de 5 milhões de moradias com o programa Minha Casa, Minha Vida e a entrega de 2,9 milhões dessas casas, de 2008 ao início de 2016, o atual governo só contratou 35 mil unidades habitacionais. “Mataram o programa Minha Casa, Minha Vida que de todos os setores da infraestrutura é um dos mais importantes, porque gera moradia e absorve muita mão de obra”, afirmou.

Outro programa do PT que está sendo desarticulado, segundo Pimentel, é o Luz para Todos. “O Luz para Todos, que é resultado de uma decisão política do presidente Lula, está parando porque faltam recursos. Um programa que foi tão importante para aquele que até então só tinha a lamparina para poder estudar à noite”, relembrou.   

Reconhecimento - O senador Otto Alencar (PSD-BA) aparteou Pimentel para expressar reconhecimento ao trabalho do ex-presidente Lula. “Durante oito anos, foi sem nenhuma dúvida ele quem mais ajudou a Bahia, o meu estado”, afirmou Otto Alencar ao referir-se ao ex-presidente. O parlamentar da Bahia também destacou a criação das cotas para negros nas universidades como uma das políticas mais importantes criadas por Lula. “Essa política social que o Lula fez revela a sensibilidade dele”, disse.

Diretas Já – Em seu pronunciamento, Pimentel também defendeu a realização de eleições diretas para garantir que o país saia da atual crise política e econômica e retome um projeto de governo que promova o crescimento econômico com inclusão social. “Nós só vamos nos encontrar numa nova eleição, quando o Brasil terá um novo pacto social. Sem eleições diretas, o Brasil não saíra da crise porque o atual governo golpista não tem legitimidade nem credibilidade para comandar o país”, considerou.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) apoiou a proposta de Pimentel. “Vossa Excelência levanta a bandeira das eleições diretas com muita propriedade. Nós não devemos baixar, nem esquecer a bandeira das diretas já. Eu acho que está na hora de nós defendermos a antecipação das eleições. O Brasil não suporta este presidente até 2018”, disse.   

VEJA TAMBÉM

21/11/2017

A repentina inclusão, na pauta do STF, de uma ação para definir se o Congresso tem poderes para adotar o sistema...

21/11/2017

Criado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2004, para garantir o acesso da população a remédios gratuitos ou...