ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Em plenária, trabalhadores rurais de Pacajus (CE) debatem as reformas do governo

Publicado no dia 12 de Julho de 2017
Local: 
Mundo Sindical

Em plenária realizada na manhã do último sábado (8), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Pacajus (STTR), reuniu em sua sede, na cidade de Pacajus, a 55 km de Fortaleza, centenas de trabalhadores da categoria para um debate sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, que trata da reforma da Previdência e o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017, que trata da reforma trabalhista e que deve ser votado no Senado Federal nesta terça-feira (11).

Durante o encontro, que contou com a presença do senador José Pimentel (PT-CE), do vereador de Pacajus Jair Lima e dirigentes da Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultores Familiares do Estado do Ceará (FETRAECE), também foi discutida a importância da união entre os trabalhadores rurais e urbanos.

Segundo o presidente da Seccional Ceará da CSB, Francisco Albuquerque Moura, a união pode fazer a diferença.

“Debatemos as reformas e reafirmamos a importância do discurso de união entre os trabalhadores do campo e da cidade no sentido de mobilizar para garantir os direitos dos trabalhadores, pois a reforma trabalhista prejudica todas as categorias, e na reforma da Previdência, os rurais são execrados com o fim da aposentadoria especial, entre outros direitos que serão retirados. Destacamos essa mobilização pelo homem do campo, pela defesa dos direitos, do Brasil e da sua soberania, que estão sendo desrespeitados no Congresso. Por isso, pedimos o fim deste governo e eleições diretas já”, falou Moura.

Em seu discurso, o senador José Pimentel elogiou a atuação da Central na luta contra as reformas propostas pelo atual governo.

“Nesse momento que querem retirar os direitos que nós conquistamos desde Getúlio Vargas para cá, a CSB, através do Moura, não tem se limitado para estar no Congresso e no Senado Federal, visitando cada parlamentar. Esta reforma que eles estão apresentando é uma contrarreforma, pois quando fazemos uma reforma é para melhorar as condições, mas o que eles querem faz exatamente o contrário, o objetivo dela é retirar os poucos direitos que nós conquistamos com muita luta. Se essa reforma passar, 80% dos trabalhadores rurais nunca vão se aposentar. É um corte muito grande”, falou o senador.

Moura ainda parabenizou o presidente do STTR, José Silva, e todos os trabalhadores rurais que estiveram presentes na plenária.

“Fica aqui registrado os nossos parabéns, ao presidente deste organizado e combativo sindicato pelo o belo evento. Juntos seremos sempre mais fortes”, finalizou o presidente da CSB Ceará.