ACOMPANHE-ME NAS REDES SOCIAIS

Boletim de Rádio: Reforma da previdência demonstra falta de compromisso de Temer com os mais pobres

REP: O SENADOR JOSÉ PIMENTEL MANIFESTOU-SE, NESTA QUARTA-FEIRA, SETE DE DEZEMBRO, EM BRASÍLIA, SOBRE A PROPOSTA DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. OUÇA A OPINIÃO DE PIMENTEL, QUE FOI MINISTRO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL NO GOVERNO DO EX-PRESIDENTE LULA.

TEC (PIMENTEL): Essa é a maior demonstração de um governo que não tem nenhum compromisso com os mais pobres e, particularmente, para com as mulheres e os trabalhadores rurais. 

REP: PARA O SENADOR, AS MULHERES URBANAS E RURAIS SERÃO MUITO PREJUDICADAS COM A REGRA QUE FIXA A IDADE MÍNIMA DE APOSENTADORIA EM 65 ANOS, PARA TODOS OS CONTRIBUINTES.  

TEC (PIMENTEL): Hoje, a mulher trabalhadora rural se aposenta aos 55 anos. Portanto, ela terá mais 10 anos para pensar no seu benefício. E a mulher urbana, que se aposenta aos 60 anos, vai para 65 anos de idade. É o que sempre nós dissemos. É um governo inimigo dos setores mais pobres da nossa sociedade, daqueles que necessitam de mais atenção.

REP: OUTRO PONTO DESTACADO POR PIMENTEL É A PENSÃO POR MORTE. PELO TEXTO DA REFORMA, UMA VIÚVA SEM FILHOS, PASSARIA A GANHAR 60% DA APOSENTADORIA DO MARIDO, SENDO 50% DA QUOTA FAMILIAR E MAIS 10% POR SER DEPENDENTE. O SENADOR RESSALTA QUE ESSA FORMULAÇÃO PREJUDICARÁ GRAVEMENTE OS MAIS POBRES. 

TEC (PIMENTEL): Aquele que hoje têm uma aposentadoria de um salário mínimo, que são 22 milhões de homens e mulheres no Brasil, passa a receber 60% desse valor. Portanto, é um ato voltado para diminuir os direitos dos mais pobres e nem um ato destinado àqueles que sempre lucraram, ou seja, os mais ricos”.

REP: O SENADOR CITOU EXEMPLO DE COMO O GOVERNO TEMER PRESERVA OS SETORES MAIS RICOS COM ISENÇÕES PREVIDENCIÁRIAS, ENQUANTO ATACA OS MAIS POBRES. 

TEC (PIMENTEL): O agronegócio exportador, que hoje é isento de qualquer contribuição para a Previdência Social, que, em 2015, teve um subsídio dado pelo INSS de R$ 9 bilhões, não se mexe em nada. Portanto, para os mais ricos tudo, para os trabalhadores, pagar a conta. 

REP: A PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO QUE TRATA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL CHEGOU À CÂMARA DOS DEPUTADOS NA ÚLTIMA TERÇA-FEIRA, SEIS DE DEZEMBRO. O PRESIDENTE DA CÂMARA, RODRIGO MAIA, AFIRMOU QUE A PROPOSTA DEVE SER APROVADA PELOS DEPUTADOS EM FEVEREIRO OU MARÇO. EM SEGUIDA, A PEC SERÁ ANALISADA PELO SENADO.

SIMONE TELLES, DIRETO DE BRASILIA